• Dr. Artur Vasconcelos

4 inverdades QUE TE AFASTAM DA ALIMENTAÇÃO BIOAPROPRIADA

Atualizado: Abr 29



A mesma tecnologia que facilitou a disseminação de ideias nos tirou o bem mais precioso, nossa atenção.


Há 20 anos atrás, eu comprei a ideia de alimentar meus cães com comida de verdade. Foi uma verdadeira jornada importar o “The B.A.R.F diet”, do Billinghurst, e me aventurar em sites gringos, com meu inglês fajuto.


E não nego que fiquei inseguro na primeira carcaça de frango, na primeira diarreia, na primeira consulta no veterinário. Sabia que não me faltava apenas informação, me faltava ajuda. Mas não me faltou resiliência, disso eu tenho certeza!


Hoje, o cenário é diferente. Não só uma literatura vasta está facilmente disponível (em vários idiomas e formatos). Em praticamente toda grande cidade, se encontra um veterinário disposto a ajudar com a prática. Fora as verdadeiras “comunidades” que nasceram com as plataformas digitais.


Infelizmente, as pessoas convivem com outro problema atualmente: o excesso de informação, aliado à falta de pensamento crítico, prático e foco. Percebo um medo que paralisa, que as impede de criar a própria experiência.


Eu estou aqui para dizer que todos vocês, sem exceções, têm tudo para começar na alimentação natural bioapropriada. Não deixem ninguém dizer o contrário.



PRECISO FAZER VÁRIOS EXAMES ANTES


Quando começou a dar ração, precisou fazer “vários exames” antes? Essa pergunta não faz sentido, né? E olha que é justamente esse o alimento não bioapropriado para os carnívoros…


Exames são realizados para investigar um possível diagnóstico. Ou como triagem precoce de problemas que ainda não manifestaram sinais. Não é prerrogativa fazer um check-up antes de dar comida de verdade para o seu cachorro. Comer bem é uma necessidade básica, diária (ou quase) e urgente.


ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL É ESSENCIAL


Consultar com um profissional antes de iniciar na prática pode ser um atalho, e traz segurança e motivação para quem está começando. Mas não substitui um mínimo de estudo sobre as necessidades nutricionais do seu cão. Lembre-se: levá-lo para casa é uma opção, e isso infere em responsabilidades.


É perfeitamente possível oferecer uma dieta adequada para um cão saudável estudando por conta própria, em livros e outras fontes confiáveis. Eu mesmo fiz isso, há 20 anos atrás. Hoje eu tenho um material digital para venda, artigos no meu site e vários posts aqui no feed que podem te ajudar nesse caminho.


OSSOS E CARNES CRUAS SÃO PERIGOSOS


Toda dieta oferece seus riscos. Ração pode estar contaminada por aflatoxinas fúngicas e bactérias patogênicas, engasgar seu cão ou mesmo matá-lo com uma torção gástrica.


É provável que a carne crua tenha maior carga microbiológica, mas o trato gastrointestinal dos carnívoros lida muito bem com ela. E ossos bem escolhidos (de acordo com o tamanho e comportamento mastigatório do seu animal), sempre oferecidos crus, dificilmente causarão acidentes.


PRECISO INICIAR COM UMA DIETA COZIDA


Animais mais sensíveis pode ser beneficiados de uma transição gradual, antes do oferecimento de carne crua. Mas isso está longe de ser uma regra. De forma geral, quanto mais incapacitado é o organismo ao lidar com uma dieta crua, mais doente ele está, e mais ele “precisaria” dela…


A maioria dos cães, especialmente os filhotes, podem ser introduzidos a uma dieta crua e bem variada rapidamente, sem maiores problemas. Faça seu dever de casa, estude e tome decisões com segurança


Não se esqueça também de cadastrar seu email para receber informações de novos conteúdos, palestras, cursos e livros, assine em www.arturvasconcelos.com.br


Conheça minha videoaula e apostila digital sobre ALIMENTAÇÃO NATURAL BIOAPROPRIADA:




124 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo