• Dr. Artur Vasconcelos

VIVER MAIS ou viver melhor?




LONGEVIDADE

Os animais assumiram um papel central nas nossas vidas, e com isso, fazemos o que estiver ao nosso alcance para que permaneçam conosco o máximo de tempo possível. Infelizmente, nas últimas décadas, lidamos com uma queda significativa na expectativa de vida deles. E o pior, doenças que só apareciam na senilidade, surgem em indivíduos cada vez mais jovens.

Sem dúvida, a veterinária evoluiu de forma a prolongar a vida de pacientes com doenças graves, que antes tinham prognóstico muito desfavorável. Mas a ocorrência de doença debilitantes também aumentou muito. O grande desafio hoje não é só aumentar a expectativa de vida, mas a longevidade da saúde. Viver mais não é sinônimo de viver com mais qualidade.

TUDO COMEÇA ANTES DO ANIMAL NASCER

Escolher bem seu animal antes de levá-lo para casa pode ser um passo essencial. Ao contrário do que muitos acreditam, cães sem raça definida não são necessariamente mais saudáveis do que cães de raça, segundo estudos recentes.

E a maioria das pessoas também pouco se importa em selecionar linhagens mais saudáveis e longevas. Se para você é importante ter previsibilidade física, comportamental e de saúde, é mandatório escolher criadores que estejam abertos para conversar sobre a longevidade dos seus reprodutores. Preocupar-se com o controle das doenças mais comuns na raça, e fazer a triagem desses problemas antes do acasalamento, com testes genéticos e de imagem, é o mínimo a se esperar.

SLIDE EXTRA

Além desse trabalho de seleção, a forma como a cadela é tratada antes e durante a gestação tem impacto definitivo na saúde dos filhotes. Através do que chamamos de epigenética, sabemos hoje que o que a mãe come, por exemplo, influencia a expressão dos genes da sua prole por toda a vida.


MOVIMENTO

Sabe o que duas das cadelas de maior longevidade na história recente tem em comum? Não é a dieta! A Bramble era uma Border Collie “vegetariana” (pasmem!) e a Maggie, uma mestiça de Kelpie que comia, entre outras excentricidades, uma boa quantidade de placenta bovina fresca.

Mas ambas foram estimuladas a se exercitarem até o final da vida, em ambientes naturais. A musculatura é essencial para a manutenção da homeostase hormonal. Principal consumidora de glicose do corpo, ela é a principal reguladora da insulina, hormônio mestre do metabolismo energético celular. Em indivíduos de longevidade ímpar, o grande limitante da vida não são as doenças oncológicas, mas o estado de imobilidade e suas consequências imediatas na saúde cardiovascular e renal.

NADA DE “BAGAGEM” EXTRA

Exercícios são importantíssimos para a saúde, mas sabemos que o grande determinante do escore corporal de um indivíduo é a dieta. E não é que a restrição calórica não seja importante (mesmo que de forma intermitente - jejum), mas o tipo de alimento é possivelmente o maior responsável por isso. Nem toda caloria é igual!

Sabe-se que cães obesos podem viver até 2 anos e meio a menos do que aqueles mantidos em condições ideais. E ainda, diversos dos problemas crônicos mais comuns atualmente, como câncer, artrose e endocrinopatias, têm sua incidência aumentada ou precipitada pelo sobrepeso.

HORMÔNIOS E LONGEVIDADE

O abandono de animais é um dos maiores limitantes da expectativa de vida da população canina e felina. Sem dúvida, a castração pode aumentar de forma significativa a longevidade de animais em situações de abrigo ou semi-domiciliados, e deve ser considerada quando necessária.

No entanto, problemas comportamentais são uma das principais causas de eutanásia e também de abandono, em todo o mundo. Para animais sob cuidados de tutores responsáveis, a castração mal planejada pode agravar situações como ansiedade, fobias e agressividade por medo, muitas vezes direcionada a pessoas.

Além disso, há evidências de que cães castrados tendem a ter a progressão mais rápida dos sinais de déficit cognitivo senil, condição com importância crescente nos dias de hoje e que, muitas vezes, leva à eutanásia de pacientes geriátricos.



Não se esqueça também de cadastrar seu email para receber informações de novos conteúdos, palestras, cursos e livros, assine em www.arturvasconcelos.com.br




73 visualizações

Consultas

Para agendamentos de consultas com o médico veterinário Artur Vasconcelos:

 

Clinica Veterinária MedVet:

(31) 3495-2234

 

Clinica Veterinaria VetHealing:

(31) 2516-4994 / 99916-4994

  • Branca Ícone Instagram

arturvasconcelos.vet

ENTRE EM CONTATO

© 2019